Battlefield: Bad Company 2 (PS3)

Antes mesmo de comprar o PS3 eu já sabia que Battlefield seria meu primeiro jogo. E foi mesmo, junto com Silent Hill e PES 2010.

O problema de Battlefield: o modo online é viciante demais! E com isso, demorei muito para iniciar a campanha single player.

Battlefield é um jogo de tiro em primeira pessoa, ambientado em cenários reais. É simplesmente excepcional: Com controles facilmente adaptáveis, visual perfeito, gráficos espetaculares e sensação de realidade extrema. O jogo conta com um verdadeiro arsenal: armas reais (pistolas, metralhadoras, shotguns, rifles e bazukas), equipamentos diversos (bombas, detonadores, morteiros, etc.) e veículos (bugs, lanchas, tanques e até helicópteros!), tornando completa a experiência de estar em uma verdadeira Guerra. Esconder-se atrás de casas e muros pode ser um erro fatal, já que praticamente nada é indestrutível no jogo. Com a arma certa, é possível derrubar prédios inteiros e soterrar os inimigos.

Na campanha, o jogo conta a história de uma equipe de soldados que estão prestes a se aposentar quando recebem a notícia de que terão uma última missão: Recuperar uma perigosa arma russa que poderá iniciar uma terceira guerra mundial. Na pele de um dos soldados deste grupo de elite, o jogador acompanha o esquadrão em missões pela América do Sul e Rússia, em ataques terrestres (à pé ou em veículos), marítimos e aéreos. Durante as diferentes fases, fica evidente o realismo do jogo. Qualquer vacilo e você precisará recomeçar a missão, já que os inimigos são inteligentes e hábeis. Nada de tomar dezenas de tiros e continuar de pé, como em outros jogos. Em Battlefield, estratégia, habilidade e um pouco de sorte são fatores essenciais para manter-se vivo. Snipers sempre surpreendem o jogador, assim como emboscadas em que o esquadrão fica completamente cercado. Não é um jogo fácil, e isso o torna mais divertido e desafiador. Infelizmente, achei a campanha curta, com poucas horas de jogo.

De qualquer forma, o filet mignon de Battlefield é o jogo multiplayer online. Com 8 mapas enormes, é possível jogar com até 24 pessoas do mundo inteiro em 4 tipos de jogos, sendo:

Rush: Os jogadores atacam ou defendem estações M-COM, que pode ser destruída por uma bomba, plantada pelos atacantes, utilizando armas convencionais ou quando um edifício é destruído;

Conquista: Os jogadores devem capturar bandeiras espalhadas pelos mapas;

Squad Deathmatch: Quatro pelotões e um veículo de combate irão se enfrentar e o primeiro esquadrão a fazer 50 pontos vence;

Squad Rush: Mesmo objetivo do Rush, com apenas 2 equipes de 4 jogadores e somente 1 M-COM.

No modo Online, é possível escolher 4 classes de soldado e evoluir com cada uma delas até obter todas as armas disponíveis no jogo. Com isso, a diversão é garantida por muito tempo, visto que o jogo online é muito mais desafiador e realista que o modo single player. Obviamente, nada é igual nunca. Jogando com pessoas do mundo todo, os primeiros minutos são angustiantes, já que, até dominar bem os controles e os mapas, o jogador sofre, morrendo constantemente sem ao menos ver o oponente. De qualquer forma, com o tempo e o costume, o jogo se torna extremamente viciante.

As quatro classes de soldados são:

Assault: Soldados de linha de frente, equipados com metralhadoras e fuzis, lança granadas e granadas. Podem prover munição para o restante da equipe.

Engineer: Armados com submetralhadoras, são usados para combates a curta distância. Podem carregar um lança foguetes ou minas anti veículos. Além disso, conseguem consertar veículos danificados;

Recon: É o Sniper (minha classe preferida). Usado para reconhecer o campo de batalha e fornecer a posição dos inimigos aos demais soldados do esquadrão. Armado com rifles de longo alcance, ainda carregam sensores que detectam inimigos. Podem “solicitar” ataques aéreos à prédios específicos através de uma espécie de binóculos.

Medic: É o médico da equipe. Usam metralhadoras leves e são capazes de fornecer suprimentos médicos para recuperação de energia. Além disso, consegue ressuscitar companheiros mortos até alguns segundos depois da morte.

A cada round, o jogador acumula pontos que servem para 2 coisas: Habilitar novas armas que poderão ser usadas durante os jogos multiplayer e avançar de classificação (Soldado, Sargento, Capitão, etc.). Esta pontuação pode ser comparada aos demais jogadores de Battlefield em um ranking online que pode ser consultado a qualquer momento.

Battlefield: Bad Company 2 é um jogo completo para os fãs do estilo Counter Strike. Além de ser mais real e suave que o jogo de computador, possui mapas maiores e a alta definição é um diferencial incrível. É uma pena que o jogo online fica restrito à somente 8 mapas. Independente disso, é um jogo obrigatório para quem gosta de ação, destruição e as surpresas que só um jogo online pode trazer.

Para saber mais, visite o site oficial!


Leitores, mãos a obra. A Ilha de Lost é toda sua…
Thiago Barrionuevo

.


Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s