Silent Hill – Homecoming (PS3)

Desde Silent Hill 1, lá no PS1 que eu curto a série. Terminei praticamente todos os jogos principais, exceto The Room e Shattered Memories do PS2, porque parei de jogar quando comprei o PS3. Mas ainda pretendo terminá-los.

Pra quem não conhece, Silent Hill é um survival horror ou, como eu gosto mais, um terror psicológico produzido pela Konami, normalmente com visão em terceira pessoa e com foco principal em puzzles (quebra cabeças), mais do que na ação especificamente. Para conhecer mais sobre toda a série, recomendo uma rápida pesquisa na wikipedia .

Neste título, o jogador assume Alex Shepherd, um soldado que retorna para a casa dos pais após ter sido ferido em guerra e hospitalizado. Misturando os 2 mundos paralelos já conhecidos pelos fãs da série, Alex descobre que seu irmão está desaparecido e começa a procurá-lo pela cidade, que ainda não é Silent Hill. Confesso que estranhei no início, pois após várias horas de jogo, ainda não havia nem sinal da cidade que dá nome ao jogo. Inclusive, pensei estar próximo do fim antes mesmo de chegar à Silent Hill. Me enganei…

No jogo para Playstation 3, percebemos logo de início a evolução na qualidade de imagem e som, o que era o mínimo esperado já que o console conta com a tecnologia da alta definição (HD). Os gráficos são mais reais (se é que algo em Silent Hill pode ser considerado real) e a integração com o ambiente é maior. A trilha sonora continua sinistra e os efeitos assustadores, sendo que mesmo após desligar o vídeo game, temos a impressão de ouvir sussurros, gritos e rosnados!

Um ponto positivo é a possibilidade de escolher as falas de Alex durante as discussões com outros personagens e algumas ações durante os vídeos. As combinações destas escolhas podem alterar o rumo da história, tornando possíveis 5 diferentes finais. A jogabilidade é parecida com a de outros jogos da série, mas os movimentos do personagem e da câmera foram melhorados, assim como o combate. Muitas vezes, simplesmente atacar não é a melhor estratégia, já que a inteligência artificial é grande e os monstros desviam ou se defendem. Em alguns casos, o melhor ataque é a defesa! Rapidez e habilidade nos dedos são essenciais para conseguir desviar de um ataque e revidar no tempo certo. Os contra ataques se mostram mais eficazes do que os ataques desordenados.

Os monstros são mais elaborados, assustadores e ágeis e os embates são mais difíceis e emocionantes, com diversos elementos surpresas que proporcionam horas de tensão e vários sustos durante o jogo. O uso de armas de fogo também mudou, já que quando o jogador se prepara para atirar, a mira é completamente manual, lembrando um shooter em primeira pessoa. Essa é mais uma inovação da série, que contava antes com uma mira praticamente automática.

Infelizmente, Silent Hill Homecoming peca nos quebra cabeças. Diferentemente de Silent Hill 3, em que era possível escolher um nível de dificuldade para os puzzles e outro para a ação, Homecoming não separa os níveis de dificuldade e não traz grandes desafios à sua inteligência, sendo a maioria deles excessivamente simples de resolver. Também  negativo é o fato de Silent Hill não ter um atrativo para que o jogador reinicie a aventura ou mantenha o jogo, além dos 5 finais diferentes, que, à mim, nunca chamou a atenção. Um modo online colaborativo ou até mesmo split screen talvez fossem interessantes.

Silent Hill Homecoming é um jogo obrigatório para fãs da série e para aqueles que gostam de altas doses de ação e suspense. Para melhorar o nível de integração, sugiro jogar à noite, com luzes apagadas e som alto. Para os mais fracos e assustados, uma boa companhia vai bem!


Leitores, mãos a obra. A Ilha de Lost é toda sua…
Thiago Barrionuevo

.

Anúncios

Uma resposta

  1. Pior review de um Silent Hill que já li.
    Clamar um online em silent hill? É um pecado isso…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s