Band of Brothers (2001) – Introdução

A idéia era falar da série em geral,após assistir todos os episódios. Porém, ao assistir o segundo episódio de Band of Brothers, percebi que a série merece destaque e então tomei a decisão de escrever à cada 2 episódios, ou seja, a cada DVD assistido.

.


Este primeiro post será para apresentar a série. Pretendo ainda esta semana comentar sobre os 2 primeiros episódios.

Adaptado do bestseller de Stephen E. Ambrose, Band of Brothers apresenta a históriada divisão de pára-quedistas do exército norte americano, mais precisamente da Companhia Easy. Iniciando pelo treinamento recebido pelos soldados, a série conta como a elite saltou na França, lutou durante as batalhas e rendeu o quartel general de Hitler. Com produção executiva de Steven Spielberg e Tom Hanks, baseada nas entrevistas dos sobreviventes, diários e cartas aos soldados, a produção relata as experiências dos homens que conheceram a coragem e o medo, sofreram incontáveis baixas e acabaram se tornando lendas.

Quem assistiu O Resgate do Soldado Ryan, perceberá a semelhança no estilo de filmagem. Curioso com o fato, pesquisei e aprendi que  a idéia para Band Of Brothers surgiu após Tom Hanks e Steven Spielberg terem filmado O Resgate do Soldado Ryan (1998). Os dois tinham projetos para novas produções sobre a Segunda Guerra Mundial e decidiram trabalhar juntos novamente em Band Of Brothers.

Produção: HBO, Dreamworks e Playtone

Elenco: David Schwimmer, Damian Lewis, Ron Livingston, Eion Bailey, Kirk Acevedo, Nicholas Aaron, David Andrews, Philip Barrantini, Doug Allen

.

Episódios:

# 01. Currahee
# 02. Day of Days
# 03. Carentan
# 04. Replacements
# 05. Crossroads
# 06. Bastogne
# 07. The Breaking Point : 1-Click
# 08. The Last Patrol
# 09. Why We Fight?
# 10. Points [Series Finale]

Prêmios: A série foi indicada para 19 Prêmios Emmy (o Oscar da Tv americana), e ganhou 6, incluindo “Melhor Minissérie”, “Melhor Elenco para uma minissérie, filme ou especial” e “Melhor Direção para minissérie, filme ou especial Dramático”, “Melhor Edição de Imagem”, “Edição de Som” e “Mixagem de Som”. Também ganhou um Globo de Ouro por “Melhor minissérie ou filme feito para a TV”, um prêmio do American Film Institute, e foi selecionado para um prêmio Peabody por “…permitir a ambos, história e memória, criar um novo tributo àqueles que lutaram pela preservação da liberdade”. Também ganhou um Writers Guild Award em 2003 pelo sexto episódio, Bastogne. (Fonte: Wikipedia)

Comentarei com mais detalhes posteriormente e darei minha avaliação final, mas já posso adiantar que vale muito a pena assistir…

Leitores, mãos a obra. A Ilha de Lost é toda sua…
Thiago Barrionuevo

.
.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s